quarta-feira, 27 de março de 2013

Carta: Querido Charlie

(este texto é uma homenagem ao melhor livro que já li na vida "As Vantagens de ser Invisível". Charlie me escreveu diversas cartas contando sobre sua vida, já estava na hora de retribuir.)


27 de Março de 1994

Querido Charlie,

Terminei de ler todas as suas cartas, me desculpe não ter respondido antes, na verdade foi você quem pediu que eu assim o fizesse.  Mas precisava falar contigo, nem que seja pela última vez. Não precisa me responder, sei que receberá e isso já é o suficiente.
Estava conversando com uns amigos sobre você e eles me disseram que estou louco por falar de quem  “não existe”. Confesso que fiquei magoado, não sei porque as pessoas fazem isso, jogar o que elas julgam ser a realidade na minha cara. Não estou louco, mas não espero que eles me entendam. Estou numa universidade perto de Patrick e a algumas horas de onde Sam estuda. Ela está ótima viu? Sei que vocês se falam com frequência, mas quis dizer mesmo assim.  Ontem estive com Patrick, puxa como ele é louco (e como amo isso nele). Imagine que estávamos nos sentindo infinitos  dentro de um túnel qualquer aqui na cidade quando ele sem querer troca a música da rádio. Acabou clima, acabou a sensação mágica, mas restaram muitas risadas, principalmente porque a música que começou a tocar era, digamos, de gosto duvidoso...
Querido amigo, estou escrevendo um livro sabia? Se chamará Jovens Para Sempre. Terminei o segundo capitulo esta semana e não imaginava que seria tão difícil colocar emoções no papel. Ainda aguardo saber o que aconteceu com o que você estava escrevendo. Se desejar, me mande a sinopse, quem sabe não posso ajuda-lo? Ah é, esqueci que não responderá esta carta...
Semana passada teve uma festa numa cidade aqui ao lado, eu e Patrick fomos juntos e estávamos ansiosos para ver Sam e porque ela disse que tinha uma surpresa. E realmente foi uma bela surpresa: Mary Elizabeth e Alice estavam a nossa espera! Foi uma das melhores noites desde que o ensino médio terminou, só não foi perfeita porque você não estava aqui.
Você se forma quando? Daqui a cinco meses correto? Pode apostar que estaremos todos lá, talvez você não me reconheça, mas eu reconhecerei você. E daremos um jeito.
Sam está mais linda a cada dia. Sei que ainda gosta dela e acho que devo te dizer que ela também sente algo especial por você. Fala em você sempre que nos encontramos. Com relação a mim continuo do jeito que você já sabe, na espera de dias melhores no amor. As vezes acho que estes dias nunca virão, outras vezes acho que amanhã pode ser um dia desses... só queria alguém que me entendesse sabe? Alguém como você, mas você não pode ser por razões óbvias. Patrick também não, somos tão amigos que seria estranho rolar algo a mais entende? Também não quero estragar nossa amizade, e esse negócio de amor geralmente faz isso com as amizades: as estraga.
Ah, esqueci de dizer: seu irmão é uma pessoa bastante legal! Nem parece fazer parte do time (onde todos são tão esnobes). Pude conhecê-lo quando fui visitar Sam. Não sei se ele te contou, provavelmente sim, mas ele está namorando uma garota muito bonita chamada Jessie. Ela me pareceu legal, e tem um gosto literário ótimo, sério.
Sabe Charlie, espero sinceramente que as coisas nos seus últimos meses de colégio estejam legais, ou pelo menos suportáveis. Pense que falta pouco para você se juntar a mim, a Patrick e a Sam. E os túneis desta cidade voltarão a ecoar Landslide. Sinto sua falta amigo, e sei que você sente a minha. Espero que meus amigos parem de me chamar de louco e passem a ver as coisas com um pouquinho mais de sensibilidade. Confesso que “sou feliz e triste ao mesmo tempo, e ainda estou tentando entender como posso ser assim.” Talvez um dia eu entenda, talvez não. Talvez possamos descobrir juntos quando estivermos todos aqui. O que me conforta é saber que não demorará. Tomei a liberdade de gravar uma fita pra você, Patrick me ajudou (ele está cada vez melhor nisso), espero que goste. A última faixa é Asleep, pois sei o quanto ela significa pra você.
Guardei todas as cartas que você me escreveu nos últimos anos. Ainda olho a caixa de correio diariamente na esperança de novas notícias. Só gostaria de saber se você está bem, mas se você não quiser responder tudo bem, porque eu, sinceramente , também não saberia responder a esta pergunta.

Com amor,
Paulo.



19 comentários:

  1. Vc tirou o texto de um livro?
    Bjs - Suzana Rosa - www.rosachiclets.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, eu criei este texto como uma "resposta" as cartas que o personagem Charlie escreve no livro/filme ;)

      Excluir
  2. Adorei o texto. Parabéns! Também me apaixonei por esse livro e pelo Charlie, não tem como não se encantar com ele.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. É tão bom saber que o livro tocou outras pessoas alem de mim, porque eu me sinto uma louca quando me dizem " ah eu gostei, ma sjá li melhores" tipo COMO ASSIM ? haha Adorei sua ideia.
    Beijos
    barradosno-baile.blogspot.com
    Amanda Torres

    ResponderExcluir
  4. Querido Paulo,
    Sua carta me emocionou e sua ideia me encantou. Torço para que está carta chegue -algum dia - nas mão de Charlie, ele com certeza amaria receber noticias tua.
    Seja feliz e continue escrevendo suas cartas, são lindas.
    Abraço apertado e um beijo com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Amigo, gostaria de saber quem você é para agradece-lo. Se não quiser falar então sinta-se agradecido. Com amor, Paulo.

      Excluir
  5. Nossa ficou muito bom sua resposta pro Charlie, amei o texto ah eu quero ler o livro ser pobre é tenso tenho tantos livros na lista pra comprar rsrs

    bjos

    ResponderExcluir
  6. Acabei de ler o texto, e gostei muito. Você tem talento! Estou aqui para te perguntar se posso publicá-lo em meu blog (com os devidos créditos, claro). Até porque fiz uma campanha de incentivo a escrita e tal. Estou aguardando a sua resposta, abraço! =)

    apsmass.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Querido Amigo,
    Achei simplesmente maravilhoso!
    Eu já escrevi várias cartas em resposta ao Charlie, pois quando terminei de ler o livro senti muita saudade de todos ali, Patrick, Sam, Mary Elizabeth. Fico contente que alguém como eu não aceitou a despedida de Charlie.

    Com amor, Felipe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Felipe,
      Fico muito feliz que tenha gostado. O filme, assim como o livro, tem um significado enorme pra mim e fico contente em saber que tem um significado enorme pra outras pessoas também. Charlie não existe de verdade mas é como se ele já fizesse parte da minha rotina, assim como Sam, Patrick e os demais personagens. Não aceitei a despedida porque simplesmente não há despedida pra mim, é um eterno encontro.

      Com amor, Paulo.

      Excluir
  8. Amei a carta *o*
    Sou apaixonado pelo filme, infelizmente, ainda não consegui ler o livro. baixei-o da internet, mas ainda tenho 5 livros para ler antes desse :(
    Realmente o filme não tocou só a mim, tocou a muito gente: tu e mais pessoas que vi na internet.
    O filme tocou porque retrata simplesmente a vida que queria ter e ainda quero: amigos assim malucos e interessantes, com gostos diferentes, festas,... o filme é perfeito, o livro deve ser ainda melhor. A vida que eu sempre quis está chapada no filme, a vida que quis, mas também um bocado da minha própria vida, pois como o Charlie, quero arranjar amigos bons, apesar de ter alguns amigos e o Charlie já ter arranjado os seus amigos.

    Segui! Segue de volta? http://hipster-nostalgico.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  9. Que lindo! rs
    nossaaa,que louco seria se tivesse respostas! Espero que um dia chegue.
    beijos!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns, você tem um grande talento para escrever! Adorei sua ideia de responder as cartas do Charlie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu nobre amigo Paulo Dias,vc não faz ideia da emoção que eu senti ao lê sua carta.Ela estava tão cheia de paixão,saudades,esperança,carinho e amor sem aquelas pieguices baratas de uma desespero frívolo.Não, antes o vi com resignação,com respeito e amor próprio,mais sem deixar de lado a transparência de um sentimento verdadeiro e eloquente.Amei.Confesso que eu fiquei com os olhos marejados de lágrimas e só depois de lê os comentários abaixo é que fiquei sabendo se tratar de um filme e um livro(tamanha é minha leiguice),bom, não faz mau.Se vc tiver o endereço desse filme na web me mande pra eu assistir,bem como o nome do livro pois agora quero comprar.Abraços irmão,vc é muito bom no que faz (escrever),por favor não desista nunca pois esse é o seu maior dom.Amei,amei,amei...

      Excluir
    2. Querido Waldir, fico muito feliz por minha palavras despertarem sentimentos tão bonitos em você e em quem as lê. Sim, se trata de um filme, incrível por sinal. Assista, você não irá se arrepender, pode baixá-lo através deste link: http://www.omelhordatelona.biz/genero/comedia/3197-as-vantagens-de-ser-invisivel.html
      Forte abraço, Paulo.

      Excluir
  11. Nossa, que linda a sua carta, fiquei encantada!!! Também quero que me escrevam cartas agora <3

    ResponderExcluir