Críticas e Resenhas

Análise: Clube de Compras Dallas


Ver Matthew McConaughey ganhar tantos prêmios de ator principal por si só já atiça a curiosidade quanto ao filme Clube de Compras Dallas, do diretor Jean-Marc Vallée. Entender o contexto do roteiro e o que o ator fez para merecer - sim, merecer - os prêmios que vem ganhando é o que analisaremos a partir de agora.

Como é cada vez mais frequente no atual cinema americano, Clube de Compras tem seu roteiro baseado em uma história real. [continuar lendo]


Resenha: Quem é você, Alasca?


Quem acompanha o blog sabe que sou fã incondicional de John Green, o cara é realmente bom. Já lhes apresentei aqui três dos quatro livros dele publicado no país (A Culpa é das EstrelasO Teorema Katherine eCidades de Papel). Chegou a hora do último que faltava: Quem é, você Alasca?
Como é de praxe, o livro é protagonizado por um adolescente impopular. O desta vez chama-se Miles Halter, que ganha o apelido de Gordo (apelido irônico, já que ele é alto e magricela).  [continuar lendo]




Resenha - Morte Súbita

Quando terminou a saga Harry Potter, J.K. Rowling tinha um desafio pela frente se quisesse manter sua bem sucedida carreira de escritora: mostrar que tinha talento para ir muito além de somente escrever sobre um mundo mágico habitado por bruxos e seres espetaculares. Eis que veio Morte Súbita, primeiro livro realmente adulto da autora inglesa. Será que ela havia conseguido? Depois de uma leitura demorada (são mais de 500 páginas) pude ter certeza que sim, ela havia conseguido.[continuar lendo]






Resenha - Extraordinário

Ao terminar de ler as 320 páginas de Extraordinário fiquei algum tempo pensativo. De repente todas as vezes que briguei com o espelho por causa a minha aparência pareceram uma enorme bobeira. Há gente com problemas físicos muito mais sérios e que mesmo assim mantêm a cabeça erguida e encaram a vida de frente.
Extraordinário conta a história (fictícia) de August Pullman, um garoto de dez anos que nasceu com uma grave deformidade no rosto... [continuar lendo]





Resenha - O Teorema Katherine

Assim que terminei de ler A Culpa é das Estrelas² fiquei encantado por John Green. Mas restava saber se: 1) ele era realmente talentoso ou 2) foi só inspiração de um livro só. A resposta só poderia vir de uma maneira: lendo mais obras dele. A julgar por O Teorema Katherine com certeza é a primeira opção. 
   Nosso herói se chama Colin Singleton, um jovem prodígio com muita facilidade em aprender novos idiomas e criar 
anagramas³. [continuar lendo]







Crítica: Somos tão Jovens

Somos tão Jovens é um filme brasileiro, de 2013, escrito e dirigido por Antônio Carlos da Fontoura e protagonizado por Thiago Mendonça. Trata-se da história de Renato Manfredini Júnior, posteriormente conhecido em todo o país como Renato Russo. O filme retrata o final da juventude e inicio da vida adulta de Renato - desde o desenvolvimento de seu gosto por rock até a formação da banda Legião Urbana. O filme se passa na cidade de Brasília, entre o final dos anos setenta e início dos oitenta. [continuar lendo]




Resenha: A Culpa é das Estrelas (livro) 


Antes de começar a discorrer sobre o livro proposto no título desta resenha convém alertar aos que se propuserem a continuar a ler: esta não é uma história de amor convencional, aliás, sem sei se posso chamar de história de amor. Esta é uma história de luta, com pitadas generosas de amor.
Nossa mocinha adoravelmente chata, encantadoramente bipolar e inesquecivelmente inteligente chama-se Hazel Grace Lancaster, ou se preferirem, apenas Hazel.  [continuar lendo]






Crítica: O Lado Bom da Vida (filme)

O Lado Bom da Vida (titulo original Silver Linings Playbook) é um filme estadunidense de 2012, baseado no livro homônimo do autor Matthew Quick. O longa foi dirigido por David O. Russell e é protagonizado por Brandley Cooper e Jennifer Lawrence. Pertence aos gêneros drama, romance e comédia e se propõe a contar a história de Patrick Solitano e Tiffany Maxwell. [Continuar lendo]




Crítica: As Vantagens de ser Invisível (filme)

Nunca havia escrito uma crítica a um filme antes, aliás, nem sei ao certo a maneira de fazê-la. Mas desde que assisti As Vantagens de ser Invisível senti que aquele era o filme ideal para, pelo menos, tentar.

The Perks of Being a Wallflower (no Brasil, As Vantagens de ser Invisível) é um filme de 2012, baseado no livro homônimo de Stephen Chbosky, roteirizado e dirigido pelo próprio autor da obra. Tem como trio de protagonistas Charlie, Sam e Patrick, vividos respectivamente por Logan Lerman (Percy Jackson), Emma Watson (a Hermione na Saga Harry Potter) e Ezra Miller (de Precisamos falar sobre o Kevin).
Charlie é um tímido e solitário garoto que se vê ainda mais só quando seu único amigo comete suicídio. Sua vida começa a mudar quando os irmãos Patrick e Sam entram em sua vida e lhes mostram toda a intensidade que a adolescência pode proporcionar. [Continuar lendo]

Nenhum comentário:

Postar um comentário